programação – oficinas

Dia 07 de novembro de 2017 das 13:30 até 17:30

As inscrições para as OFICINAS estão abertas a partir de hoje (13/10/2017). Para se inscrever envie um e-mail para 5coloquioinscricao@gmail.com com o seu nome completo e título da oficina que tem interesse. Caso haja vaga remanescente, poderá ser feita no dia do credenciamento (06/11/2017).

 

OFICINA I: Imagens da lentidão – a cidade e a possibilidade do impossível

Ministrante: Ana Godoy (Pesquisadora independente/São Paulo)

Ementa: A pergunta que mobiliza esta oficina (e que nos mobiliza nas cidades e na vida contemporânea) é: como acolher o que não estamos preparados para acolher? Movida por esta questão, a oficina trabalhará com algumas imagens (fotos e vídeos) que problematizam a relação da cidade com o tempo, buscando, com os participantes, a partir de alguns materiais simples, recolhidos o entorno da universidade, criar microações concretas com lentificação que ponham em jogo a possibilidade do impossível.

Sala: 207 (2º andar)

Nº de participantes: 20

 

OFICINA II: Imagens e Subjetividade no ensino de Geografia

Ministrante: Ana Leticia Peixe Euzébio e Jucimara Pagnozi Voltareli (Pólo Dourados – Presidente Prudente)

Ementa: Essa oficina tem a proposta de experimentar alternativas de educação em Geografia a partir de imagens (cinema e fotografia) que provoquem deslocamentos conceituais e permitam a elaboração de outros olhares e pensamentos para a Geografia, para a escola e também para o cinema.

A oficina objetiva que cada participante produza material audiovisual, como a elaboração de uma caixa customizada que ofereça estabilidade às câmeras de celular no momento da produção dos filmes, de maneira que o debate sobre as imagens se desdobre criação de audiovisuais por cada participante/grupo, expressando assim formas diferentes de pensar/imagear elementos geográficos por meio dessas linguagens artísticas.

Sala:  LEPEGEO (3º andar)

Nº de participantes: 20


OFICINA III: Para além da sala escura: a claridade como mobilizadora de invenções com imagens

Ministrante: Marina Mayumi Bartalini  (Pólo Campinas)

Ementa: O ato de criar imagens cinematográficas para serem exibidas para além da sala escura, tenciona a necessidade de uma ambiente escuro para que o cinema se realize como espectação. As claridades são aqui, ponto de partida para experienciar os lugares, cinematograficamente. A presente oficina visa a criação de imagens que trarão à tona trajetórias humanas e não-humanas que se farão presentes ao ligarmos a câmera. Os vídeos produzidos deverão ser projetados em locais claros a fim de criar um “problema” para as imagens que terão que se adaptar às especificidades locais onde se dará a oficina.

Sala: NEA (3º andar)

Nº de participantes: 15

 

OFICINA IV: Montar imagens, compor outros olhares

Ministrante: Verónica Hollman (Pólo Argentina)

Ementa: A tradição visual da geografia tem colocado as imagens como ilustrações. Pensamos que as imagens tem muita potências além da função ilustrativa. Como trabalha com as imagens? Como imaginar e pensar com elas? A proposta desta oficina é trabalhar a montagem de imagens como método a partir da obra do historiador George Didí-Humerban. Compor imagens exige voltar olhar as imagens, imaginar outras ordens visuais, traçar outras analogias, diferenças e semelhanças. O próprio trabalho de composição opera como uma provocação ao pensamento. Trabalharemos com imagens que circulam na mídia com o intuito de compor outras montagens e olhares outros.

Sala: 202 (2 º andar)

Nº de participantes: 20

 

OFICINA V:  Conversa com imagens de África(s)

Ministrante: Ínia Franco de Novaes e Kaique Aparecido Gonçalves e Silva (Pólo Uberlândia)

Ementa: Criar espaços de conversa, produção e escuta relativo às imagens do continente africano. Tais reflexões provoca a vontade de entrecruzar diferentes olhares para Ver a(s) África(s) e perceber os devires provocados. A oficina tem como objetivo possibilitar experimentações, Ver com outros olhos e, perceber o que afetou. Acredita-se que, os caminhos escolhidos para provocar os participantes durante o desenvolvimento das oficinas possibilitarão criar linhas de fuga, de atravessar os olhares e provocar novas formas de Ver, provocar devires…

Sala: LGEM (1º andar)

Nº de participantes: 20

 

OFICINA VI: Imagens e Geografias descoloniais

Ministrante: Elisa Dassoler (Pesquisadora independente/ São Paulo )

Ementa: Desde o final dos anos 1960, questões das chamadas minorias sociais vêm ganhando espaço no campo das artes e da ciência geográfica. Trabalhando de forma individual, em redes ou coletivos, cada vez mais artistas e geógrafos estão problematizando em suas práticas questões acerca das situações de subalternidade e resistência de sujeitos e grupos sociais como, por exemplo, mulheres, negros, indígenas, homossexuais, imigrantes, deficientes e moradores de periferia. É também a partir desse período que se percebe um crescimento no debate acerca de como as Artes Visuais e a Geografia no Brasil vêm fundamentando grande parte de suas práticas retóricas em conceitos eurocêntricos pretensamente universais. A partir da apresentação de alguns projetos artísticos ativistas, a oficina objetiva a construção de um debate acerca das questões acima mencionadas, cuja proposta é discutir e refletir coletivamente sobre processos neocoloniais em curso – especialmente no Sul global -, relações de poder, interdependências entre os lugares e práticas descoloniais de sentir, pensar, ser e estar no mundo.

Sala: Auditório Tito Sena (Térreo)

Nº de participantes: 20

 

OFICINA VII: Que realidades do lugar-escola trazer pro filme?

Ministrante: Wenceslao Oliveira e Tatiana Amaral (Pólo Campinas)

Ementa: Criar pequenos filmes vinculados ao lugar (pode ser a escola ou bairro) – escolha pelos professores/alunos), tomando esse lugar tanto como extensivo – prédio, ruas… – como intensivo – vivências de cada um ali…

Sala: GEDIN/LABOREI (3º andar)

Nº de participantes: 20

 

OFICINA VIII: Pensar para permitir pensar: entre geografias, minoridades na educação e cinema

Ministrante: Gabriela Candeu e Thiago Albano (Pólo Dourados/Presidente Prudente)

Ementa: Possibilidades outras de pensar a questão ambiental nas aulas de Geografia através do Cinema e suas potencialidades para o ensino e fazer da aula acontecimento, uma experimentação de novos pensamentos e sensações. Iremos trabalhar com imagens e sons sobre os elementos que envolvem a problemática ambiental e como o cinema pode nos instigar a pensar sobre a espacialidade desse fenômeno. Apresentaremos dados da pesquisa sobre o uso do cinema nas aulas de geografia feitas pelo polo Pres. Prudente e faremos a exibição de cenas de filmes sobre a questão ambiental  e refletiremos sobre o desafio de abordar esta temática através de filmes.

Sala: 201 (2º andar)

Nº de participantes: 20

 

OFICINA IX: Mapeamento colaborativo utilizando os dispositivos GPS Essentials e Fieldpaper

Ministrante: Patrícia Silva Leal Coelho e Louriene Gonçalves dos Santos (Pólo Vitória)

Ementa: Apresentar um novo dispositivo de mapeamento que seja acessível; pontuar os processos de mapeamento colaborativo utilizando os dispositivos Fieldpaper  e GPS Essentials; entender as potencialidades do uso das novas tecnologias para o mapeamento colaborativo.

Sala: CARTOLAB (Térreo)

Nº de participantes: 20

 

OFICINA X: Cidade em movimento: poéticas do corpo e mapas sensoriais na composição de geografias menores

Ministrante: Carina Merheb e Marcelle Louzada (Pólo Campinas)

Ementa: Esta oficina pretende estimular o debate acerca dos modos como se processam as noções de corpo e espaço, problematizando questões pertinentes ao que é tido como urbano e rural no ambiente da cidade e, principalmente, reforçado nos materiais didáticos escolares. Diferente do modo como nos relacionamos com os conceitos e as imagens nos diversos contextos escolares e livros de geografia, a caminhada será apropriada como estratégia exploratória e a ideia de deriva participará da construção de mapas sensoriais, tomando a cidade como ponto de investigação. Dispõe-se  das práticas corporais como suporte para experimentações, impulsionando processos criativos por meio da expansão de territórios que configuram geografias menores. Será realizada uma intervenção performática na cidade ao final do processo da oficina.

Sala: 210 (2º andar)

Nº de participantes: 20

 

OFICINA XI: História da Cartografia e Metodologias Visuais

Ministrante: André Novaes  (UERJ)

Ementa: A oficina busca experimentar diferentes metodologias visuais e suas apropriações na geografia, considerando como estas influenciaram as formas de se construir e pensar sobre os mapas e suas histórias. Tendo como ponto de partida o debate sobre a teoria e a história da cartografia publicado na revista Imago Mundi em 1996, a oficina pretende oferecer aos participantes um panorama geral das tendências de concepção e estudo dos mapas. Além do debate e interpretação dos textos selecionados, a oficina é também calcada em uma série de atividades práticas, a serem realizadas pelos participantes no contato com materiais variados como mapas históricos, turísticos e escolares.

Sala: 104 (1º andar)

Nº de participantes: 20

 

OFICINA XII: Uma partida de futebol – Globalização e o ensino de Geografia

Ministrante: Cristiano Carioba (UDESC)

Ementa: A partir do tema gerador de discussões futebol, o presente trabalho buscar colocar em movimento o conceito de globalização afim de compreendê-lo, por meio de textos, análise de camisas, escalações de times, análise de imagens e a partir da criação de mapas temáticos relacionando futebol e globalização.
Obs.: cada participante deve trazer pelo menos uma camisa de time de futebol nacional ou estrangeira.

Sala: 106 (1º andar)

Nº de participantes: 20